A Não-Revolução

O Analfabeto Político


Aproveitando a proximidade das eleições, considero oportuno postar essa poesia, que achei um dia desses em um livro de História do ensino médio.

O Analfabeto Político

O pior analfabeto
É o analfabeto político.
Ele não ouve, não fala,
Nem participa dos acontecimentos políticos.
Ele não sabe que o custo de vida,
O preço do feijão, do peixe, da farinha,
Do aluguel, do sapato e do remédio
Dependem das decisões políticas.
O analfabeto político
É tão burro que se orgulha
E estufa o peito dizendo
Que odeia a política.
Não sabe o imbecil que,
Da sua ignorância política
Nasce a prostituta, o menor abandonado,
E o pior de todos os bandidos,
Que é o político vigarista,
Pilantra, corrputo e lacaio
Das empresas nacionais e multinacionais.

Bertold Brecht

Anúncios

setembro 29, 2008 Posted by | Poesia, Política/Economia | 1 Comentário

Edir Macedo conclama os evangélicos a tomarem o poder


Às vésperas das eleições, Edir Macedo lança um livro pregando que os cristãos (leia-se membros da Igreja Universal) assumam o poder político. É possível ver a capa e ler algumas páginas aqui.

É interessante notar na capa que as palavras “Poder” e “Edir Macedo” são as únicas escritas em vermelho. Seria uma mensagem subliminar? Não podemos afirmar. Mas podemos ler a introdução e notar que se fala pouco na bíblia; o texto é composto mais por termos técnicos e frases elaboradas para fazê-lo parecer erudito. Destaco o seguinte parágrafo:

“É necessário, portanto, ter o mínimo de discernimento e bom senso para entender que esta obra não se propõe à incitação de um regime teocrático. Até porque o Estado brasileiro é laico e a liberdade de crença é assegurada constitucionalmente. Mas o intuito real é despertar o potencial – que tem estado adormecido – de um povo sério, com propostas progressistas e inovadoras.”

Falando assim a gente até acredita, não é? Então que tal compararmos a esse trecho, já do primeiro capítulo (onde ele já começa a mostrar a que veio):

“Quantas pessoas têm de fato a compreensão do verdadeiro significado da política? Maquiavel a definiu como “A arte de governar e estabelecer o poder.” (O Príncipe) Sendo assim, do ponto de vista de Deus, com quem você acha que Ele desejaria que estivesse esse poder e domínio? Nas mãos do Seu povo, ou não?”

A obviedade desse trecho dispensa maiores comentários. O que assusta não é o fato de Edir estar querendo mais poder, isso não é novidade pra ninguém; mas sim, de ele estar admitindo abertamente sua ambição relativa ao Brasil.

O que mais precisa acontecer para que a sociedade dê um basta nessas empresas travestidas de religião?

setembro 29, 2008 Posted by | Cristianismo, Política/Economia, Religião, RM Corporation | 1 Comentário